As cinquenta Dicas Pra Perder calorias Rapidamente

Conheça A Mistura Caseira Que Emagrece Até dez Vezes De forma acelerada


A diarreia é um defeito tão comum, que toda gente, durante a vida, vai ser acometido por ela muitas vezes. A maioria das pessoas expõe pelo menos um quadro diarreico por ano, não sendo incomum, entretanto, pessoas que apresentam 2 a 5 episódios anuais de diarreia. A diarreia, na verdade, não é uma doença, contudo sim uma manifestação clínica comum de várias doenças diferentes que afetam o trato gastrointestinal.


O que é diarreia. Como funciona a digestão. Causas comuns de diarreia. Sinais de gravidade da diarreia. O que é diarreia? Tecnicamente, chamamos de diarreia no momento em que o paciente evacua mais de 200 g de fezes ao longo do dia. Claramente, isto é uma definição técnica, ninguém precisa pesar as fezes pra saber se está com diarreia ou não. Uma descrição mais palpável é aquela que diz que diarreia é a evacuação de fezes pastosas ou liquidas efetuada com mais frequência que o tradicional.



A maioria das pessoas não tem nenhuma dificuldade em identificar um quadro diarreico. O mais difícil acaba sendo definir a origem exata da diarreia, porque ela poderá ser provocada por numerosas causas diferentes. Na maioria dos casos, os quadros de diarreia são de origem infecciosa, provocadas por uma bactéria, vírus ou parasito. Há no entanto, novas causas para diarreia, conforme veremos ao longo nesse postagem. Prazeroso, novamente, pra assimilar uma doença, é necessário aprender o funcionamento normal do corpo, por esse caso, do sistema digestivo (ou sistema digestório).


Como tem êxito a digestão? Pra aprender como surge a diarreia é necessário primeiro saber como funciona o processo de digestão e absorção dos alimentos. Digestão é desigual de absorção. Digerir é o recurso de quebrar compostos grandes em moléculas pequenas o suficientes para serem absorvidas. Primeiro se digere os alimentos para depois podermos absorvê-los.


Se os alimentos não forem digeridos, os intestinos não conseguem absorvê-los, sendo os mesmos eliminados nas fezes. Após ingerirmos um alimento cada, ele desce pelo esôfago até o estômago. Ao sair do estômago, o alimento chega ao duodeno, a primeira porção do intestino delgado. O duodeno recebe as secreções do pâncreas e da vesícula biliar.



O pâncreas libera o suco pancreático, um líquido cheio de bicarbonato que socorro a apagar a acidez dos alimentos vindos do estômago. O suco pancreático bem como é cheio de enzimas que realizam fração do processo de digestão de proteínas, carboidratos e gorduras (leia: PANCREATITE CRÔNICA E PANCREATITE AGUDA). A vesícula biliar produz a bile, que é a responsável pela coloração das fezes e pela digestão de gorduras, colesterol e outras vitaminas (A,D,E e K).


Depois do duodeno, temos o jejuno e o íleo, respectivamente 2º e 3º partes do intestino delgado. Jejuno e íleo formam a maior quantidade do nosso sistema digestivo, podendo voltar a seis metros de comprimento. Esta é a região onde ocorre a maioria da absorção dos alimentos digeridos. O intestino delgado é causador da absorção de mais ou menos 1 litro de água.


Ao sair do intestino delgado, todo instrumento que não foi absorvido chega ao cólon (intestino grosso). O cólon tem mais um menos 1,5 metros e é colonizado por mais de 700 espécies de bactérias que participam da digestão dos elementos ainda não digeridos, principalmente fibras e polissacarídeos (carboidratos com moléculas complexas). Essa digestão consumada pelas bactérias do cólon é que razão os gases intestinais (leia: GASES INTESTINAIS). Contudo, a função básica do intestino grosso é reabsorver a água presente no conteúdo alimentar e eliminada nas secreções no decorrer do trato digestivo, formando fezes sólidas ao fim deste modo.


O cólon reabsorve até dezenove litros de água por dia. Estômago e o duodeno, com o auxílio do pâncreas e da vesícula, digerem os alimentos. O intestino delgado (jejuno e íleo) englobam grande quota dos nutrientes digeridos e um tanto de água. O cólon absorve uma extenso quantidade de água e um pouco de nutrientes digeridos.



Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *